quinta-feira, 12 de abril de 2012

Culto de Páscoa 2012 - 08 abril - pastores Arno Goerl e Alessandro Souto



(melhor visualizado no navegador Firefox)

Fotos de Marcelo Scheffler


Confissão e Absolvição


Leitura responsiva do Salmo 16


Leitura da Epístola


Cântico: Grande, muito grande é  o amor de Nosso Deus


Leitura do Evangelho


Confissão de fé


Hino: Cristo já ressuscitou (114 Hinário Luterano)


Mensagem pastor Alessandro Souto
Parte 1


Mensagem pastor Alessandro Souto
Parte 2


TEMA: “A VITÓRIA DE CRISTO SOBRE A PEDRA DA MORTE”
TEXTO: MARCOS 16.1-8


            Que Cristo, o Salvador vivo e vitorioso nos abençoe neste momento de reflexão na Palavra de nosso Deus. Amém.
                Estimados irmãos e irmãs em Cristo. “A história da Páscoa é um mito, nunca existiu”, dizia o professor de ciências de uma escola a seus alunos, alguns dias antes da Páscoa. “Jesus não saiu do túmulo”, continuou, “e, primeiramente, não existe nenhum Deus no céu que possa permitir que seu filho seja crucificado”.
            “Professor, eu acredito em Deus", disse um dos alunos chamado Aurélio. “E eu acredito que Jesus ressuscitou!”
            O professor respondeu: “Aurélio, tu podes acreditar no que tu quiser, é claro. Porém, no mundo real não existe a possibilidade de tais milagres, como a ressurreição. Ninguém que acredite em milagres pode respeitar a ciência”.
            “Deus não é limitado pela ciência”, Aurélio respondeu. “Ele criou a ciência”!
         Incomodado com o modo como Aurélio defendia sua fé, o professor propôs um desafio. Foi até a geladeira do laboratório e pegou um ovo de galinha.
            “Eu vou deixar este ovo cair no chão,” começou o professor. “A gravidade vai fazer com que ele caia no chão e se despedace”. Olhando fixamente para Aurélio, ele disse: “Agora, eu quero que tu faça uma oração e peça ao seu deus para que quando eu soltar este ovo ele não caia no chão e se quebre. E se ele conseguir fazer isto, tu terá provado que Deus existe, e eu terei que admitir isso”.
            Após pensar por um momento sobre o desafio, Aurélio lentamente começou sua oração em voz alta. “Querido Pai celeste. Eu peço que quando o meu professor soltar este ovo... ele caia no chão e se quebre em uma centena de pedaços! E também, Senhor, eu peço que quando este ovo quebrar, meu professor tenha um ataque cardíaco fulminante e morra. Amém”.
            Após os cochichos da classe, veio um silêncio fúnebre. Por um momento o professor não fez nada. E por fim ele olhou para Aurélio e depois para o ovo. E, sem dar uma palavra, ele cuidadosamente levou o ovo de volta na geladeira. “A aula acabou” disse o professor enquanto pegava suas coisas.
            O professor aparentemente acreditava mais em Deus do que ele mesmo imaginava. Muitas pessoas são como este professor, negam que Deus existe, negam que Jesus Cristo existe, mas correm para Deus nos momentos difíceis. Porém, questionam, e o atacam todas as vezes que tem chance. Aurélio sabia que Deus não iria matar o seu professor naquele momento, mas também sabia que seu professor não apostaria sua vida por um ovo.


            A cada vez que olhamos para a verdadeira história da Páscoa lembramos do grande amor de Deus e da certeza da ressurreição de Jesus naquele domingo pela manhã.
         Deus existe, é o criador de tudo e de todos, e além disso foi capaz sim de dar o seu próprio Filho a fim de recuperar a criatura humana que se desviou dele com o pecado.
            Não existe outra história e outra certeza para a Páscoa. A Páscoa revela e mostra a concretização do plano salvador de Deus mostrado durante todo o Antigo Testamento.
            O plano que Deus escolheu para nos salvar foi este: entregando o seu próprio Filho para morrer na cruz pelos nossos pecados, e no terceiro dia o ressuscitando para torná-lo vencedor sobre a morte, o pecado e o diabo.
            No texto do Evangelho vemos três mulheres diante de um desafio: “Quem nos removerá a pedra da entrada do túmulo?” Enquanto caminhavam até o sepulcro para embalsamar o corpo de Jesus elas pensavam na pedra pesadíssima que fechava o túmulo, a caverna onde Jesus estava sepultado. A pedra estava de certa forma impedindo aquelas mulheres de celebrar a Páscoa, pois Jesus havia que dito que ressuscitaria.
            E aqui pergunto: Quantas pedras, talvez, atrapalham a nossa Páscoa? Quantas coisas e preocupações estão tirando a nossa alegria pela ressurreição de Jesus? Quantas coisas estão tirando o lugar de Jesus das nossas vidas?
            Quando as mulheres chegaram ao sepulcro viram que a pedra já estava removida e que Jesus havia ressuscitado, vencido a morte, conforme prometido. E aqui está o ponto fantástico desta história para nós: nem mesmo a nossa morte, nem mesmo a morte de nossos entes queridos, pode mudar a realidade da Páscoa. Aliás, é bem o contrário: A Páscoa é que muda a realidade de nossa morte, a Páscoa é que muda tudo aquilo que é consequência do pecado e da morte. É uma pena que muitos não acreditam nisso, como o professor da estória que contei.


            Nós enfrentamos a morte todos os dias: no trânsito, nas doenças, na violência... E um dia ela irá nos alcançar, e seremos derrotados. Será? Se confiarmos no poder da morte e não no poder da vida, então seremos derrotados. Mas nós temos a Páscoa e podemos dizer com Paulo: “Se a nossa esperança em Cristo vale apenas para esta vida, somos as pessoas mais infelizes deste mundo. Mas a verdade é que Cristo foi ressuscitado, e isso é a garantia de que os que estão mortos também serão ressuscitados”.
            A ressurreição de Cristo é real e mostra que Ele de fato é Deus. Agora, todos aqueles que creem neste Salvador Jesus Cristo recebem como herança a própria vitória dele, que nos dá a Vida Eterna.
            A ressurreição de Cristo mostra que o nosso Deus é um Deus vivo e não um deus morto como o deus de todas as outras religiões.
            Todos morreremos, mas um dia iremos ressuscitar, e todo aquele que crer neste Salvador terá o privilégio de habitar nos céus de corpo e alma por toda a eternidade. O próprio Jesus afirmou: “Assim como eu vivo, vós também vivereis”.
            A Palavra de Deus nos faz ter mais certeza de que levantaremos de nosso túmulo, do que da cama onde deitamos todas as noites para dormir!!! Esta é a certeza que nós temos ao celebrar a Páscoa, ao crermos na ressurreição de nosso Salvador.
         Desde a queda em pecado Deus planejou a sexta-feira do sofrimento e da morte de Jesus e o Domingo da ressurreição para mudar a tua e a minha vida.
         FELIZ CERTEZA QUE JESUS CRISTO ESTÁ VIVO!!! Feliz certeza de que Nele temos a Salvação eterna.


            Páscoa é passar com Cristo da morte para a vida. A maravilhosa notícia da Páscoa é que Jesus está vivo e muito presente em todos os momentos e situações de nossa vida.
            Quem irá remover a pedra da morte? A Páscoa de Jesus tem a resposta! Feliz Páscoa no Cristo vivo e vitorioso! Amém.


Oração Geral


Cântico: Se aquela cruz falasse


Santa Ceia


Ação de Graças, benção final e hino final (100 Hinário Luterano)

Um comentário:

  1. Jhonny Knaak de Vargas18 de abril de 2012 14:04

    Ezequiel, eu acho que to enganado, mas o cultao eh dia 20 agora? sexta feira?

    Cara, eu nao lembrava mais desse hino 114

    ResponderExcluir

Faça seu comentário, sua sugestão ou crítica. Vamos, á luz da Bíblia, respondê-lo ou comentá-lo. Que Deus o abençoe e fale através de você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...